vista de detalhe da sala de estar com obra de arte ao fundo

Brasília particular: apê se moderniza sem perder o charme do trio cobogó, concreto e janelão

Piso original recuperado, cozinha integrável e vista livre da paisagem são algumas das atrações deste endereço na Asa Sul 

Fotos: Edgard Cesar

vista da sala para a cozinha, com a luz do pôr-do-sol refletindo os cobogós na parede
No fim do dia, o pôr-do-sol multiplica os cobogós ao projetar sombras na parede da cozinha

Como é a sua Brasília? A pergunta parece estranha à primeira vista, mas se mostra relevante diante da infinidade de respostas possíveis. Foi a partir dela que os arquitetos Eduardo Sainz e Lilian Glayna Sainz – dupla da Sainz Arquitetura – planejou a reforma deste apê de 135 m². “A proprietária queria reunir o que há de melhor na cidade em seu novo lar, mas sintetizar Brasília no espaço de um apartamento é algo muito complicado”, brinca Edu.

vista da janela da sala para área livre
Localizado na pontinha da Asa Sul, o endereço tem a vista livre garantida pelo tombamento da cidade. O sofá da Carbono Design divide o espaço com a cadeira Paulistano, de Paulo Mendes da Rocha. Sobre a marcenaria elegante da Vírgula Zero, gravura de Alfredo Volpi

LEIA TAMBÉM: Lazer à moda da casa

vista geral das salas de estar e jantar
Depois de tratados, os tacos originais do apartamento recuperaram o tom de mel. A laje descascada aproveita trilhos para distribuir a luz pelo ambiente. O jogo de tapetes sobrepostos é da Carminati Tapetes
em primeiro plano, sala de jantar; ao fundo, vista livre da grande janela
Em primeiro plano, mesa e cadeiras da ,Ovo, de Luciana Martins e Gerson de Oliveira, ocupam a sala de jantar com vocação para mirante. Repare na beleza da laje aparente no teto

Diante da percepção das múltiplas Brasílias que cada pessoa traz no imaginário, a solução foi estudar materiais e formatos para as mudanças que viriam. Paredes vieram abaixo na cozinha, transformando o ambiente num espaço integrável. “Acho esse termo mais adequado, já que a porta de correr permite isolar a área quando necessário”, conta o arquiteto. Os cobogós que ficavam escondidos no fundo do espaço ganharam destaque, já que não há mais barreiras visuais. A bancada com cara de ilha recebe o cooktop e deixa o chef do dia participar do que quer que esteja acontecendo na sala.

Vista de frente, a cozinha parece um espaço aberto. Em parte, até é – uma esquadria de ferro cuida de integrar ou isolar o ambiente de acordo com o desejo da moradora
vista da cozinha
Paleta que se basta: branco, preto, cinza, caramelo e verde-menta
vista ampla da cozinha com armários do tom de verde-menta
Um suave tom de verde-menta colore a marcenaria da Eviva. O clima retrô ganha força graças aos puxadores de formato de cunha e ao vidro canelado que fecha o nicho suspenso

O concreto das lajes foi mantido aparente no teto da sala e aparece em versão mais atual na pintura de algumas paredes – trabalho de Sabrina Najar, do ateliê As Pintoras. Azulejos brancos no formato retangular, conhecidos como subway tiles, modernizam a área úmida, mais colorida com o verde-menta acrescentado à paleta.

vista de detalhe da sala de estar com obra de arte ao fundo
A única parede branca da sala é fundo para a tela de Christus Nóbrega

No piso, os tacos originais dispostos no padrão escama de peixe foram tratados e lindamente recuperados – um desejo que arquitetos e moradora compartilhavam. “A madeira tem calor, sente o tempo, é um material nobre, que tem espírito”, defende Edu. 

detalhe da sala de estar, com armário de madeira e talagarça em destaque
A suave transparência do bar suspenso vem da talagarça – aquele mesmo material que a sua avó usava para fazer tapeçaria -usadas como fechamento e detalhe. A ideia é da Vírgula Zero, que executou o desenho da dupla de arquitetos Edu e Lilian Sainz,

Obras de artistas plásticos da região, assim como peças de mobiliário de designers brasilienses reforçam o sotaque local até na decoração. Localizado no trecho final da Asa Sul, o bloco tem vista livre da sala para o nascer do sol. No fim do dia, as sombras dos cobogós viram estampa nas paredes da cozinha – outro detalhe marcante capaz de sintetizar o melhor de Brasília.

Guarnições e rodapés brancos destacam o taco no padrão escama de peixe. Na parede, pintura de concreto de Sabrina Najar, do ateliê As Pintoras. Mancebo da Hill House e obra de Luiz Mauro
detalhe do quarto que destaca a cabeceira da cama patente
No quarto, a leveza da cama patente deixa as atenções de voltarem para a tela de Luiz Mauro
Funcionalidade em alta: o cortineiro embutido no forro e o armário disfarçado de painel deixam o quarto mais elegante

Veja imagens extras deste projeto no Instagram @_morar61_

banheiro com piso cinza e parede revestida de azulejos estampados de verde-azulado. Sobre a pia, há um espelho redondo com moldura em tom de ouro velho
O banheiro ganhou cor graças aos azulejos estampados da parede. Repare que o fechamento do boxe se alinha com a viga mantida aparente no teto
detalha de um banheiro com parede de azulejos estampados, pia de sobrepor e espelho redondo
O formato do espelho cria um ponto de contraste na geometria do ambiente

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *